Todas

GOVERNADOR VETA PROJETO DE LEI QUE CORRIGE DISTORÇÕES E GRATIFICAÇÕES DE DIRETORES DAS ESCOLAS ESTADUAIS RJ

O governador Claudio Castro vetou, integralmente, o projeto de lei nº 4424/2021, que visa corrigir a distorção salarial existente entre as jornadas de trabalho efetivamente cumpridas e as respectivas gratificações recebidas pelos diretores gerais, diretores adjuntos, coordenadores pedagógicos e orientadores educacionais das escolas da rede estadual.

O projeto, de autoria do deputado Sérgio Fernandes, recebeu a adesão da maioria dos demais deputados e foi aprovado por unanimidade pela ALERJ.

O Sepe considera a situação extremamente preocupante, pois além da distorção e da quebra de isonomia salarial, esses profissionais também sofrem com com os salários arrochados desde 2014, ano do último reajuste – tal como toda a categoria.

O veto, na verdade, também demonstra a forma como o atual governador trata os fundamentais servidores da educação à frente da administração escolar e terá graves repercussões no funcionamento das mais de mil escolas da rede, e por tabela, no ensino oferecido a nossos estudantes.

O Sepe irá se informar junto aos deputados para ajudar a reverter esse veto ao PL 4424/2021.
O PL 4424/2021 pode ser lido aqui.
*Informações retiradas da nota da Associação dos Diretores de Escolas Públicas do Estado do Rio de Janeiro (ADERJ)

Author


Avatar